You Tube aqui

Loading...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer


Morreu nesta quarta- feira 05 de dezembro de 2012 às 21h55 de infecção respiratória o grande ícone da arquitetura brasileira Oscar Niemeyer.  Ele estava internado desde 2 de novembro no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. 


Nascido em 15 de dezembro de 1907, no Rio de Janeiro,  Oscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares  foi considerado o maior arquiteto brasileiro e um dos nomes mais importantes da arquitetura moderna mundial, é admirado no mundo todo,  já foi eleito o 9º  maior importante gênio vivo e recebeu os principais prêmios da área.

Além de ser admirado por sua obra é também famoso pela sua postura política: o velho comunista manteve sua postura durante o exílio no período do regime militar.









"Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein."

Oscar Niemeyer



O enterro acontecerá na próxima sexta-feira, segundo o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes:


O prefeito  do Rio de Janeiro Eduardo Paes anunciou, na noite desta quarta-feira , que o velório de Oscar Niemeyer será realizado  em Brasília, na quinta-feira durante o dia. A cerimônia acontecerá no Palácio do Planalto.
À noite, o corpo voltará ao Rio de Janeiro, e ficará no Palácio da Cidade.  O prefeito afirmou também que o enterro do arquiteto será no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na sexta-feira .

Horas após a confirmação da morte de Niemeyer, o prefeito foi ao Hospital Samaritano, para cumprimentar os parentes do arquiteto.




Sua morte repercutiu em jornais do mundo inteiro:


O jornal espanhol El País : "Morre Niemeyer, o poeta da curva".

O também espanhol o jornal ABC : lembrou o fato de Niemeyer ter projetado os principais edifícios públicos da capital federal brasileira.

O espanhol El Mundo : o classificou como "último símbolo do século XX"

 O argentino Clarín: o chamou de "ícone da arquitetura", foi um dos mais emblemáticos expoentes da arquitetura moderna do século XX.

O jornal americano Wall Street Journal : destacou que ele misturou o "modernismo com a sensibilidade tropical de seu Brasil nativo".

O Washington Post : exalta a investida "ousada e dramática" do desenho em suas obras.

A revista Time, versão digital: enfatizou que Niemeyer encontrou inspiração nas espirais da natureza e "recriou as curvas sensuais do Brasil em concreto reforçado e construiu a capital, Brasília, nos despovoados planaltos centrais como símbolo do futuro da nação".


O inglês The Guardian : o destacou como  "o homem que construiu Brasília".

A BBC:  lembrou  que  Niemeyer sempre foi um grande defensor dos ideais da revolução soviética e se manteve fiel a suas crenças comunistas mesmo após a queda do Muro de Berlim.

O alemão Der Spiegel:    O destacou como o  grande responsável por cunhar o estilo moderno no Brasil.


Em sua página oficial no Facebook, a ONU Brasil:  homenageou Niemeyer e o definiu como um "ser humano que deixará muitas saudades".




Imagens de algumas de suas obras:



 Imagem do Congresso Nacional em Brasília:





Obras na Europa




Catedral de Brasília




A Mão, representa  suor, sangue  e pobreza - No Memorial da América Latina em São Paulo





                                                                                                                                         


                  Até a próxima!!!    Rita De Carli


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Sorteio de duas máquinas de bordar Janome da Bella Bear

Imperdível



Bella Bear  está sorteando duas máquinas de bordado Janome.
Isso mesmo, uma só pessoa irá ganhar duas máquinas!!!!

Quer saber como???

Segue o link:
http://bellabearcriacoes.blogspot.com.br/2012/10/sorteio-de-duas-maquinas-de-bordado.html


Corre lá que ainda dá tempo, o sorteio será dia 20/12!!!!!



Eis as Belezinhas:









Boa Sorte!!!!    Bjks, Rita De Carli

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

São Francisco de Assis




NO DIA 4 de outubro celebramos São Francisco de Assis, que nasceu na cidade de Assis, na Itália, em 1181 (ou 1182).

São Francisco de Assis, Protetor dos animais, pobres e patrono da ecologia.





O nascimento:

Filho de Pietro Bernardone e Dona Pica Bernardone, Francisco nasceu entre 1181 e 1182 , na cidade de Assis, província da Umbria no centro da Itália.

Seu pai era um rico e próspero comerciante de tecidos, que viajava frequentemente em negócios principalmente para França, de onde trazia a maior parte de suas mercadorias. Foi de lá também que ele trouxe sua linda e bondosa esposa, Dona Pica. A mãe de Francisco, foi de fato a mulher da sua vida e foi ela que emocionado muitas vezes invocou. Francisco sempre nutriu uma atenção e um carinho especial pela relação materna em geral.

Chegado o momento do parto, Dona Pica, assistida por várias pessoas que ajudavam, teve muitas dificuldades e o nascimento da criança parecia se complicar.

Eis que batem à porta, e a criada ao atender depara-se com um mendigo que lhe transmite que a senhora da casa deverá dar à luz no estábulo da casa, junto aos animais.

Dona Pica, ao saber do sucedido, pediu ajuda às criadas para a levarem até ao estábulo. Lá chegada, a criança nasceu e foi lhe dado o nome de João (Giovanni). O pai, quando regressou, em homenagem à França, mudou-lhe o nome para Francisco.
A sua grande ligação espiritual a Maria, mãe de Jesus, é mais um sinal do seu particular respeito e Amor pelas mães de todo o mundo.

Era frequente usar a relação materna em geral, como exemplo de Amor nos seus diálogos e pregações.

Em relação ao pai, apesar do amor e respeito que nutria por ele, a relação não foi um exemplo e assim conheceu alguns episódios desagradáveis.

Francisco teve um irmão, de que a história pouco fala.

 

A VIDA:

 

Francisco era o líder da juventude de sua cidade. Alegre, amante da música e das festas, com muito dinheiro para gastar, tornou-se rapidamente um ídolo entre seus companheiros. Adorava banquetes, noitadas de diversão e cantar serenatas para as belas damas de sua cidade.
Francisco tirou todos os proveitos de sua condição social vivendo entre os amigos boêmios.

Tentou, como o pai, seguir a carreira de comerciante, mas a tentativa foi em vão.

A Itália, como toda a Europa daquela época, vivia uma fase bastante conflituosa de sua história, marcada pela passagem do sistema feudal (baseado na estabilidade, na servidão e nas relações desiguais entre vassalos e suseranos) para o sistema burguês, com o surgimento das "comunas" livres,  pequenas cidades.

Devido às desigualdades sociais ocorreu uma revolta do povo contra os nobres da cidade de Assis. Francisco, assim como muitos jovens da sua época tomaram partido na causa social do povo. Em socorro dos nobres, Perugia, uma cidade vizinha mandou um exercito bem preparado para defender os nobres. Na luta sangrenta, Francisco foi preso (assim como os companheiros jovens de Assis) e dessa forma, permaneceu no cárcere por um ano. Seu pai pagou pela sua libertação.
De volta a Assis, doente, enfraquecido e sem projeto de vida, pouco tempo depois, Francisco se empenhou em outro ideal, sonhou então, com as honras militares. Aos vinte anos alistou-se no exército de Gualtieri de Brienne que combatia pelo papa,  - a igreja buscava voluntários para as suas lutas em defesa dos territórios. Francisco, inspirado nas histórias de heróis e valentes cavaleiros, se inscreveu e se preparou com a melhor armadura de cavaleiro. 

Após a partida, na primeira noite em que o exército se reuniu junto à cidade de Espoleto, Francisco, novamente com febre e doente ouviu a Deus que lhe perguntou - "Francisco, a quem deves servir, ao Senhor ou ao servo? Ao Senhor respondeu Francisco! Então, por que trocas o Senhor pelo Servo? Francisco, compreendeu que deveria servir a Deus, abandonou o seu ideal de cavaleiro e retornou a Assis humilhado, recebendo as zombarias.

 Francisco foi aos poucos se transformando. Passava muitas horas sozinho, buscava lugares isolados no campo e quando encontrava um mendigo, doava o que dispunha no momento. Aos poucos foi se habituando à oração. Na sua conversão, sofria as dúvidas e fraquezas humanas. Num momento difícil da sua vida, Francisco encontrou-se no caminho com um leproso, e diante do horror das feridas e do odor, pensou em fugir. Movido por um grande amor, venceu o obstáculo, voltou-se para o leproso, e o abraçou e beijou, reconhecendo nele um irmão. [Aprofundamento da sua vocação pela oração, e exercício da espiritualidade fraterna e do amor]
Suas revelações não parariam por aí. Em Assis, o santo dedicou-se ao serviço de doentes e pobres. Um dia do outono de 1205, enquanto rezava na igrejinha de São Damião, ouviu a imagem de Cristo lhe dizer: "Francisco, restaura minha casa decadente".uma capelinha quase destruída - e olhando o crucifixo e examinando as paredes caídas ao redor, compreendeu o pedido de Deus. "Francisco, reconstrói a minha Igreja!


Para empreender o projeto de reconstruir a Igreja, Francisco retirou recursos do pai. Este, já enfurecido pelas atitudes de Francisco e prevendo o risco de perder o patrimônio nas mãos do filho maluco, abriu um processo perante o Bispo para deserdá-lo. Diante das acusações do pai, na frente do Bispo, e de todos, Francisco tirou as próprias vestes, e nu, as devolveu ao pai dizendo - "Daqui em diante tenho somente um pai, o pai nosso do céu! " [desapego às coisas do mundo, total dedicação a Deus]

Francisco passou a reconstruir as igrejinhas caídas, com o seu próprio trabalho, assentando pedras, comendo do que lhe davam na mendicância da rua, e adotou como vestes trapos de eremita.


Depois que reconstruiu a Igreja de São Damião, restaurou também uma capela próxima aos muros de Assis e uma outra, a Igreja de Santa Maria dos Anjos, conhecida como porciúncula (que significa pequena porção de terra). Nesta, São Francisco decidiu permanecer, armando ao lado uma choupana para dormir. [Um simples "lugar" no mundo, sem constituir posses]
Com o tempo São Francisco compreendeu que deveria reconstruir a Igreja dos fieis e não somente as Igrejas de pedra. Durante uma missa na leitura do Evangelho ouve e compreende que os discípulos de Jesus não devem possuir ouro, nem prata, nem duas túnicas, nem sandálias... que devem pregar a Paz e a conversão. No dia seguinte os habitantes de Assis viram-no chegar, não mais com roupas de eremita mas com uma túnica simples, uma corda amarrada à cintura e os pés descalços. A todos que encontrava na caminho dizia. A paz esteja com vocês! [Vida de apostolicidade, peregrino]

São Francisco passou a falar da vida de Evangelho nos lugares públicos de Assis. Falava e agia com tamanha fé, que o povo que antes o zombara, agora o ouve com respeito e admiração. E assim, o bom Deus, quis que São Francisco tivesse irmãos de conversão. Aos poucos suas palavras foram tocando os corações - o primeiro foi Bernardo um nobre e rico amigo seu; depois Pedro Cattani. Estes, agindo conforme diz o evangelho, doaram tudo o que tinham aos pobres.. [Vida em Fraternidade, partilha, pobreza, desapego dos bens materiais]

Quando o grupo chegou a 12 irmãos, São Francisco decidiu ir até Roma e pedir ao Papa autorização para viverem a forma mais pura do Evangelho, conforme o desejo e a escolha que fizeram. O Papa achou que seria muito duro para eles esse modo de vida, porém deu permissão e também autorizou que eles pudessem pregar. Durante esse período de visita, o Papa teve um sinal profético e reconheceu em Francisco, o homem que em seu sonho segurava a Igreja como uma coluna. [Uma regra de vida segundo o próprio Evangelho, Formação da ordem I, Adesão a Igreja]

Muitos outros Irmãos foram se juntando ao grupo, desejando viver conforme Francisco. Os frades fizeram suas habitações em choupanas ao redor da Igrejinha da Porciúncula. Dividiam as atividades entre oração, ajuda aos pobres, cuidados aos leprosos, e pregações nas cidades, também se dedicavam às atividades missionários, indo 2 a 2 a lugares distantes e pagãos; eram alegres, pacíficos, amigo dos pobres .[Atividades e valores Franciscanos].

São Francisco assistiu ao crescimento da Ordem, que se espalhou por diversas partes do mundo. Embora a velhice não tenha chegado, seu corpo frágil se debilitou, agravado por um problema nas vistas que o deixou quase cego. [Embora doente, São Francisco sempre esteve pronto para o trabalho, principalmente a Evangelização].

Em certos períodos São Francisco se isolava para orações e jejum. Numa dessas ocasião, num monte chamado Alverne, de rochas gigantescas e escarpadas, o bom Deus quis que ele, que tanto buscou se assemelhar a Jesus, tivesse igualmente as feridas da crucifixão. Com muita dor mas intensa alegria, por ter as marcas de Jesus no próprio corpo, São Francisco recebeu as feridas que se mantiveram vivas até o fim de sua vida, 2 anos depois. [Coroamento de Deus, principalmente uma resposta pela sua fé]

Quando desceu o monte, ele que sempre quis caminhar a pé, se permitiu montar num burrinho, tal era a sua debilidade. Quando ele se aproximava das cidades, uma multidão já o aguardava - o povo, principalmente os pobres e doentes, desejava ir ao encontro de São Francisco. [Misericórdia, vontade de estar junto ao povo]

Pouco antes de morrer, de passagem por São Damião para despedir-se de Clara e suas irmãs, seu estado se agravou e ele teve que passar a noite ali, numa choupana, sob condições de intenso frio. Pela manhã São Francisco cantava um cântico que compôs em louvor a Deus, e que chamava de Irmão o sol, as estrelas, a lua, a terra, o vento e todas as criaturas. [Universalidade de São Francisco, visão do total, respeito a todas as criaturas]

Numa choupana junto à Porciúncula, no anoitecer do dia 3 de outubro de 1226, São Francisco pede aos irmãos que o dispam e o coloquem nu no chão, sobre a terra. Recitando o Salmo 142, que os irmão acompanhavam lentamente, São Francisco morreu cantando.

"Todas as coisas da criação são filhos do pai e irmãos do homem. Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda a criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida."



São Francisco nos deixou sua oração, sábias palavras!
Bonitas de ouvir e dfícil de cumprir! Mas há que se tentar...




                                         Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.






                                             Onde houver ódio, que eu leve o amor,
                                            Onde houver ofensa , que eu leve o perdão,




                                                Onde houver discórdia, que eu leve a união,
                                                 Onde houver dúvida, que eu leve a fé,




                                           Onde houver erro, que eu leve a verdade,
                                           Onde houver desespero, que eu leve a esperança




                                               Onde houver tristeza, que eu leve a alegria,
                                               Onde houver trevas, que eu leve a luz.




                                             Ó Mestre, fazei que eu procure mais
                                              consolar que ser consolado;





                                                compreender que ser compreendido,
                                                amar, que ser amado.



                                                      Pois é dando que se recebe
                                                      é perdoando que se é perdoado
                                                   



                                                                                                                                                               e é morrendo que se nasce para a vida eterna...

 
                                                             AMÉM!!!




                                  Até a próxima!!!      Bjks, Rita De Carli






http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/outubro/dia-de-sao-francisco-de-assis.php


 www.ciofs.org



quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Corujinhas feitas com rolinhos de papel higiênico

Olá pessoal!

Chegou a hora da sessão coruja

Lhes trouxe hoje mais uma postagem da série reciclagem básica:


Estas corujinhas feitas com rolinhos de papel higiênico,  para iluminar um cantinho da estante.

Iluminar sim! Pois as corujas são símbolos de inteligência em muitas culturas.
Não é por acaso que a coruja simboliza a Filosofia e todas as licenciaturas.

Antes das imagens achei por bem trazer-lhes algumas curiosidades sobre elas.

A coruja é uma ave noturna, apreende a escuridão com a inteligência. Fazendo uma analogia da atividade filosófica, da passagem da elaboração mítica, na noite escura do tempo, para a interpretação racional, sob a luz natural.

Ave de estimação de Minerva (deusa romana) ou de Athena (deusa grega)  permanecia sempre em seu ombro e lhe revelava as verdades invisíveis. Essa Coruja tinha o poder de iluminar o lado obscuro da deusa, capacitando-a a perceber toda a verdade e não apenas aquela parcela da verdade que podia discernir sem seu auxílio.Quando a imagem de algum deus aparecia com uma coruja ao lado, este deus era apresentado como portador da sabedoria.Os gregos consideravam a noite como o momento do pensamento filosófico e da revelação intelectual e a coruja, por ser uma ave noturna, acabou representando essa busca pelo saber.

A sabedoria tem olhos grandes , não para cobiçar, mas para ver os detalhes, pois a sua visão deve ser completa, em outras palavras, a sabedoria consiste em ver o que ninguém consegue ver.
            Seu olhar penetra nas trevas, assim como a inteligência penetra na obscuridade das coisas...
 É uma excelente conhecedora dos segredos da noite.

Não é à toa que a grande maioria das pessoas encontra inspiração no silêncio da noite: professores, poetas, músicos, artesãos...




Vamos às imagens:


Ah! Já ia esquecendo, a Mími resolveu nomear as corujinhas de acordo com os nomes de algumas professoras que já teve, por associação de  características que só ela sabe explicar ...

 Pró Fayga (Era assim que chamava a professora que teve em Salvador - BA)



Tia Lili (A primeira professora em São José do Norte - RS)



Professora Patrícia (A atual professora em Recife - PE)



Coordenadora Rose (A atual coordenadora em Recife - PE)




Popularmente associada também às mães, avós e tias  superprotetoras.




E para finalizar, deixo de bônus a reciclagem que a Mími fez  ( ainda falta pintar), e que ela chamou  Constelação Millena, que por acaso tem a ver com a noite assim como as corujas
                                                                



                                                       Constelação Millena



          Até a próxima!!!!              Bjks, Rita De Carli

domingo, 5 de agosto de 2012

Embalagem de amaciante vira brinquedo

Sempre que possível procuro reciclar objetos...

Quando não estou inspirada busco inspiração na net.

Outro dia, minha filha (8 anos) e eu vimos uma casinha  feita com embalagem de amaciante, ela adorou e pediu que fizesse uma igual.

A que nós vimos não tinha o PAP mas também não é difícil imaginar, eu só não sabia como pintar, porque com canetinha hidrocor comum a tinta iria sair. Por coincidência fui fazer compras no Maxxi Atacado e encontrei uns marcadores permanentes coloridos, foi a solução que faltava.

Tomei coragem e parti para o feito.

Materiais: Uma embalagem de amaciante limpa e seca, estilete, marcadores permanentes coloridos, um pedacinho de tecido minúsculo para a toalhinha de mesa e imaginação

Como fazer:  É só desenhar as aberturas e cortar por cima com o estilete, algumas  eu deixei a parte de baixo sem cortar para fazer a mesa e os bancos, desenhei  as imagens muito mal mas foi o que consegui, pintei, coloquei a toalha na mesa e as bonequinhas sentadinhas. Ah! tinha uma graminha de EVA que já ia para o  lixo e eu resolvi aproveitar.

Prontinho, eis o resultado:








Fiz quando ela estava dormindo, adoro trabalhar à noite...
No outro dia quando ela acordou, ficou muito contente!!! Parecia que eu tinha comprado o Castelo da Barbie.
Fico feliz porque ela valoriza os brinquedos reciclados tanto quanto os comprados, sem falar que muitas vezes ela mesma cria alguns brinquedos usando sucata.

E vocês o que acharam?


Até a próxima!!!                                       Bjks, Rita De Carli

sábado, 7 de julho de 2012

Caranguejo Maria Farinha


Olá pessoal!

Outro dia, fiz um Passeio na Coroa do Avião - PE Brasil
E encontrei este lindo caranguejo, conhecido por Maria Farinha, não resisti e resolvi clicar, não sei se já comentei por aqui, mas fotografia é uma das minhas paixões!!!!
Meu marido, desde criança, não pode ver um caranguejo que sempre dá um jeito de segurá-lo na mão por alguns minutos, eu já não tenho essa relação com caranguejos, siris e etc, mas confesso que este me cativou. Foi uma pena o marido não estar junto comigo neste momento!
Ele era tão lindo, que senti vontade de levá-lo para casa!!!



Confiram as imagens abaixo e depois me digam se ele não é mesmo muito mimoso:

     Esta primeira foto foi de longe, ele nem percebeu




    Já nesta outra ele percebeu e está um pouco tímido ainda




     Depois acabou rolando um clima e ele resolveu pousar para foto bem à vontade




     E logo após veio a despedida, mas vou guardá-lo para sempre na minha memória

  
  

Foi um encontro inesquecível!

                                                                                                                                         



              Curiosidades do Maria Farinha


O texto abaixo foi extraído de parte de um  texto  do correiodolitoral.com http://correiodolitoral.com/colunistas/werney/5118-maria-farinha

O Guaruça ou a Maria Farinha (Ocypode spp) é, pois, um caranguejo com carapaça quadrada e coloração branco-amarelada, de onde sobressaem os olhos bem desenvolvidos, através dos quais ele localiza a sua toca. No litoral vive em praias arenosas, escondendo-se em buracos cavados acima da linha da maré alta e no limite extremo da praia onde a vegetação se instala. Constrói a toca cavando-a com as garras dianteiras, usadas como escavadeiras e transportando para longe a areia retirada. As tocas podem alcançar mais de um metro de profundidade e têm o formato de um ‘jota’.

De hábitos noturnos, a Maria Farinha é um animal detritívoro, nome dado em biologia para os animais que se alimentam de restos orgânicos, tanto plantas quanto animais mortos.

Como tem coloração semelhante a da areia não é percebida com facilidade por quem não a esteja procurando. Esse mimetismo, que é a capacidade de camuflagem que algumas espécies de animais possuem, confere proteção, ajudando-a a livrar-se dos pedradores.

Uma das mais importantes características da espécie é que sua presença em determinadas praias é indicativo seguro de que o local está limpo e despoluído.

São conhecidos por diversos nomes como Caranguejo-fantasma, Espia-maré, Caranguejo-da-areia, Siri-branco, Caranguejo-branco-da-areia e em Itapoá, segundo a professora Márcia Soares, como Caranguejo-espia-moça, por ficar escondido na toca espreitando as moças bonitas na areia.

                                                                                                                                          


                            Até a próxima!!! Bjks, Rita De Carli        








quarta-feira, 4 de julho de 2012

Frases de Antoine de Saint-Exupéry

Estou de volta

Depois de um bom tempo afastada, eis que voltei. Acho que devo uma explicação da minha ausência. A internete estava me deixando viciada então resolvi dar um tempo ao menos nos posts e também foram tantas correrias, viagens, consultas, exames médicos e um pouco de preguiça, diria melhor falta de ânimo.

Tenho tanta coisa para postar e nem sabia ao menos por onde começar, ou melhor recomeçar. Foi então visitando o blog da minha amiga Ana Trajano: Um Cantinho no Bairro Novo - http://umcantinhonobairronovo.blogspot.com.br/ - que citou uma frase de Antoine de Saint-Exupéry que encontrei inspiração e estou de volta trazendo-lhes algumas das belíssimas frases deste célebre autor. Espero que gostem e ficaria muito feliz se me deixassem um comentário dizendo o que acharam.


Antoine de Saint-Exupéry




Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry (29 de junho de 1900, Lyon - 31 de julho de 1944, Mar Mediterrâneo) foi um escritor, ilustrador e piloto da Segunda Guerra Mundial, terceiro filho do conde Jean Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe.Faleceu durante uma missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy. Recentemente, o alemão Horst Rippert assumiu ser o autor dos tiros responsáveis pela queda do avião e disse ter lamentado a morte de Saint-Exupéry[1]. Em 3 de novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores honras do exército. Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados a poucos quilômetros da costa de Marselha. Seu corpo jamais foi encontrado. Também uma das suas maiores criações foi a do livro O Pequeno Príncipe.

Fonte: parte do texto de: http://www.wikipedia.com.br/


Frases de Antoine de Saint-Exupéry


"Se tu vens às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz."

"O amor é a única coisa que cresce à medida que se reparte. "

"Se tu amas uma flor que se acha numa estrela, é doce, de noite, olhar o céu. Todas as estrelas estão floridas."

"Se procuro em minhas recordações os que me deixaram um sabor duradouro, se faço balanço das horas que valeram, sempre me encontro com aquelas que não valeram a pena."

"Nas horas graves, os olhos ficam cegos; é preciso, então, enxergar com o coração."

"Fica responsável por tudo aquilo que domesticaste."

"O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca."

"É sempre no meio, no epicentro de nossos problemas que encontramos a serenidade."

 "A gente só conhece bem as coisas que cativou."

"Um monte de pedras deixa de ser um monte de pedras no momento em que um único homem o contempla, nascendo dentro dele a imagem de uma catedral."

"Não há uma fatalidade exterior. Mas existe uma fatalidade interior: há sempre um minuto em que nos descobrimos vulneráveis; então, os erros atraem-nos como uma vertigem."


"Aqueles que passam por nós não vão sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós."

"Não importa que o amor que alguém nutre por ti seja um amor inútil. Desde que tu lhe correspondas, caminharás na luz."

"O que conduz o mundo é o espírito e não a inteligência."

"Foi o tempo que perdi com a minha rosa que a fez tão importante."

"Ser homem é ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo."

"Num mundo que se faz deserto, temos sede de encontrar um amigo."

É preciso que eu suporte duas ou três lagartas, se eu quiser conhecer as borboletas.

"Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz quando a contempla."

"Foi o tempo que dedicastes à tua rosa que fez tua rosa tão importante."

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos."

"Não chore por ter perdido o pôr do sol, pois as lágrimas te impedirão de contemplar as estrelas."

"Se acolho um amigo à minha mesa, peço que se assente e, se é coxo, não peço que comece a dançar."

"Quando você dá de si mesmo, você recebe mais do que dá."

"São tão contraditórias as flores! Mas eu era jovem demais para saber amar."

"Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos."

Determinada flor é, em primeiro lugar, uma renúncia a todas as outras flores. E, no entanto, só com esta condição é bela.

"Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas."

"Preparar o futuro significa fundamentar o presente."

"O verdadeiro homem mede a sua força, quando se defronta com o obstáculo."

"Eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E serei para ti única no mundo. "

"O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem."

"A autoridade repousa sobre a razão."

"Só conheço uma liberdade, e essa é a liberdade do pensamento."

Há tantas frases dele para refletir, mas deixarei para um outro post...






Dica de leitura:  "O pequeno príncipe" romance de maior sucesso de Saint-Exupéry. Foi escrito durante o exílio nos Estados Unidos, quando fez visitas ao Recife. E para muitos era difícil imaginar que um livro assim pudesse ter sido escrito por um homem como ele.


Capa original





                                                                    Capa no Brasil

Autor(a): Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Agir
 Ano: 1943 (EUA) / 1994 (Brasil)
 Págs: 95
 Capítulos: 27
 Tema: infantojuvenil, ficção
 Título Original: Le Petit Prince
  Onde comprar: Buscapé, Saraiva, Submarino...
Sinopse:
O pequeno príncipe é uma obra aparentemente simples, mas, apenas aparentemente. É profunda e contém todo o pensamento e a "filosofia" de Saint-Exupéry. Apresenta personagens plenos de simbolismos: o rei, o contador, o geómetra, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros. O pequeno príncipe vivia sozinho num planeta do tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois activos e um extinto. Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a começar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens a partir dos quais conseguiu descobrir o segredo do que é realmente importante na vida.
É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam à solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias, nos tornamos adultos de forma definitiva e esquecemos a criança que fomos.

Obs. : Essa apresentação em sua grande maioria foi uma colagem de vários textos e imagens que encontrei na net...

 Por hoje acho que já é o suficiente.



         Até a próxima!!!!             Bjks, Rita De Carli

sábado, 12 de maio de 2012

Minhas cinco mães

É isso mesmo, minhas cinco mães. E todas elas fizeram e fazem uma grande diferença em minha vida!!!

Embora minha mãe biológica  estando sempre presente, e que eu amo e sei que me ama infinitamente, fui criada pela minha tia, e as minhas primas se tornaram minhas mães também!! Eu era a bonequinha da casa... Rsrsrsrs 

Sou ou não sou privilegiada???

Gostaria neste dia das mães de poder abraçá-las e passar o dia juntas, como costumávamos fazer, mas já que a distância nos separa, só me resta homenageá-las e deixar uma flor do meu arquivo pessoal a cada uma de  vocês que são as responsáveis pelo o que eu sou!  Sei que não sou grande coisa, mas que vocês tentaram isso eu sei! Rsrsrs Brincadeirinha!

Obrigada pelo amor incondicional, amo muito vocês!!!!


                                                Feliz dia das mães!!!



                          Mãe, te trouxe essa flor do Morro do  Corcovado -RJ


                  *******************************************************************



                                      Tia, te trouxe essa flor de Campos do Jordão -SP


             ********************************************************************     



                                 Dadá, te trouxe essa flor do Jardim Botânico de Curitiba


           **********************************************************************



                                      Ninha, te trouxe essa rosa de Itaobim - MG

       
               ***********************************************************************



                                                 Cleiva, te trouxe esta flor de Bonito - PE


********************************************************************************





      Desejo um feliz dia das mães a todas as mães do mundo!!!!!!

                Até a próxima!!!!   Bjks, Rita De Carli